publicado em 15 de dezembro de 2020

4 DICAS VALIOSAS SOBRE COMO ORGANIZAR O ESTOQUE DO SUPERMERCADO

Pra você, o que é mais difícil: organizar o estoque do supermercado ou achar uma agulha no palheiro?

Pergunta complicada, não é? O controle de estoque é uma das tarefas mais relevantes na gestão de um varejo, seja de pequeno ou grande porte. Esse controle é responsável por contabilizar o que vai para venda e oferecer dados para a compra de mais mercadorias.

Para manter a lucratividade, organizar o estoque do supermercado é essencial, pois mercadoria parada significa dinheiro estagnado. E para ajudar você nesse desafio, separamos algumas dicas para realizar um controle eficaz, sempre otimizando processos e assegurando a saúde do seu negócio.

Independente da forma que você tenha escolhido fazer a organização do seu estoque, o processo precisa estar bem definido, assim como é fundamental contar com colaboradores de confiança e qualificados para ajudar nessa tarefa tão importante.

Continue lendo o texto para conhecer a importância dessa estratégia em seu supermercado!

Por que organizar o estoque do supermercado?
Perguntar por que organizar o estoque do supermercado é o mesmo que perguntar por que precisamos arrumar o nosso quarto todos os dias. Em outras palavras, ela é uma tarefa básica e crucial para o sucesso de toda a operação, já que é a base para todos os processos do varejo.

Esses dias ouvi a seguinte frase: “Seus esforços refletirão seus resultados” e ela me chamou atenção. Resumindo, ela quer dizer que a eficiência operacional faz com que os erros deixem de existir e não afetem sua empresa.

Processos contínuos, integrados e automatizados propiciam que o fornecimento de um produto não fique comprometido em determinada época. Logo, o planejamento faz parte do processo de gestão e é importante para que o consumidor possa encontrar os produtos que deseja o tempo inteiro em seu supermercado.

Isso gera uma fidelização da clientela e aumento do número de vendas.

Essa atividade é importante também para evitar a suspensão de processos e operações essenciais para o funcionamento de um supermercado.

Quais as medidas necessárias para organizar o estoque do supermercado?
São muitas as empresas que investem e usam inúmeros controles e ferramentas, porém, mesmo com tantos recursos, não conseguem gerenciar o estoque de forma eficaz. Quando isso acontece, pode ter certeza de que o problema está na mão de obra. Pegando esse gancho, aqui vai a primeira dica:

1° Invista em mão de obra qualificada
Seja através de um processo seletivo minucioso, ou em investimentos de treinamentos para os funcionários diretamente envolvidos com o processo.

Independente de qual seja sua escolha, é essencial que seu funcionário esteja apto para exercer a função que lhe foi proposta. Caso contrário, todo o esforço que você faça em tecnologia não adiantará muito.

2° Automatize a gestão de estoque
A melhor maneira de equilibrar e organizar o estoque é contar com um sistema de gestão.

Com ele você acompanha as modificações no estoque, fornece permissões aos usuários que deverão dar baixa nos materiais e produtos, além de ser comunicado com antecedência quando os itens estocados têm pouca saída ou se está na hora de comprar novamente.

Com certeza você já se perguntou como saber qual o melhor sistema para escolher, não é mesmo? Por isso, vou dar 4 dicas que vão lhe ajudar nesse processo de decisão. Veja:

não escolha o primeiro que aparecer, pesquise e selecione o que melhor atende as necessidades da sua empresa
opte por um sistema que ofereça armazenamento em nuvem, pois, caso dê algum problema você não perderá seus arquivos
preze por um software que propicie o acesso mobile, assim você gerenciará o estoque de onde estiver
busque saber a opinião dos usuários do sistema, você poderá encontrá-las através do Google, Redes Sociais, Reclame Aqui, entre outros.

Por meio do sistema de gestão, o controle de estoque torna-se mais ágil e eficiente, visto que você tem em mãos informações precisas e detalhadas, que ajudarão a tomar decisões certeiras, sejam elas a respeito de compras, precificação ou até para a melhoria de questões operacionais.

3° Registre todo o fluxo de mercadorias
Controle bem todas as operações realizadas com os produtos. Isso envolve registrar as entradas, saídas, movimentações dentro do estoque, trocas e devoluções.

É importante separar bem cada uma dessas situações para evitar que aconteçam os chamados “furos”. Além de permitir um acompanhamento mais preciso dos resultados — se toda devolução gera um registro de entrada, mas sem especificar que o produto está sendo devolvido por exemplo – dificilmente você poderá calcular esse índice e saber como ele pode ser melhorado.

4° Faça controles periódicos
Os controles periódicos, também chamados de balanço de mercadorias, são atividades realizadas de tempos em tempos — normalmente, a cada bimestre — e mostram um panorama da composição do estoque. Para compreender melhor as principais causas de problemas, como os furos, avarias e obsolescência, por exemplo, o ideal é realizá-los em ciclos.

Dessa forma, são executados em proporções imensamente mais curtas — por categoria de produto, citando caso análogo — e em etapas de ciclos menores. Isso permite que soluções mais eficazes possam ser elaboradas, resolvendo os problemas com maior agilidade.

Escolha um sistema para organizar o estoque do supermercado

Visando economizar, alguns empreendedores olham apenas o preço do sistema, isso é um erro grave!

Sei que a vida de empreendedor não é fácil, que os impostos são muitos e altos, e que você tenta economizar constantemente. Por isso, cito novamente a frase que coloquei no início do texto: “Seus esforços refletirão seus resultados.”

Sabe aquela máxima “O barato sai caro?”, pois é, ela é real. Hoje o que parece ser caro ao seu bolso, pode se tornar futuramente o investimento mais rentável que você tenha feito em seu supermercado. Assim sendo, pesquise bastante antes de adquirir um sistema de gestão de estoque para sua empresa.

Veja também a procedência, converse com pessoas que o utilizam, teste as funcionalidades oferecidas e se atente a todas as cláusulas do contrato para não cair em cilada. Agora sim, vamos conversar sobre o registro de fluxo de mercadorias.

Qual a importância de investir em tecnologias?
O volume de informações geradas diariamente na gestão de estoque no varejo é muito grande. Isso faz com que seja quase improvável gerenciar todas as informações relevantes de forma eficaz. Além do mais, métodos manuais tornam o andamento do procedimento mais lento, apresentando maior vulnerabilidade a erros.

O investimento em um sistema de tecnologia de gestão permite automatizar as atividades, trazendo agilidade, aumentando o controle sobre as informações, tornando a produtividade maior e, ainda, auxiliando na redução de custos.

A tecnologia é útil em diversas frentes dentro do controle de estoque, como em transações comerciais, execução de processos e também na parte administrativa.

Com essas dicas, é possível otimizar a gestão de estoque no varejo e perceber os benefícios já em curto prazo, uma vez que as mudanças promovidas tornam os processos mais eficientes. Contudo, existem outras medidas que podem ser adotadas, caso o gestor enxergue a necessidade, de acordo com seu modelo de negócio.

Em resumo, a realidade do dia a dia do varejo mostra que, antes mesmo de começar as vendas, ter um bom controle de estoque de um supermercado é o primeiro sinal de sucesso e de lucratividade dos negócios. Investir em sistemas automatizados e melhorias na gestão é fundamental para que esse processo seja mais produtivo e eficaz em sua loja.

 

Fonte: casamagalhaes.com.br